Texto Continho, Paulo Mendes Campos

Interpretação de texto

Continho

 

Era uma vez um menino triste, magro e barrigudinho, do sertão de Pernambuco. Na soalheira danada de meio-dia, ele estava sentado na poeira do caminho, imaginando bobagem, quando passou um gordo vigário a cavalo:

_ Você aí, menino, para onde vai essa estrada?

_ Ela não vai não: nós é que vamos nela.

_ Engraçadinho duma figa! Como se chama?

_ Eu não me chamo não, os outros é que me chamam de Zé.

(Paulo Mendes Campos. Crônica 1. São Paulo: Ática, 2002.p.76)

 

1 – Ao copiar o texto, escolha um título para o conto.

2 – O texto é narrativo. Por que é possível fazer essa afirmação?

3 – Que tipo de narrador conta a história?

4 – Que palavras nos permitem descobrir o foco narrativo escolhido para narrar o continho?

5 – Quais são os personagens da história?

6 – Que tempo verbal foi utilizado pelo narrador? O que isso indica?

7 – Nos diálogos foi utilizado o mesmo tempo verbal? Justifique.

8 – Em que ambiente se passam as cenas?

9 – No texto foi utilizado o discurso direto ou indireto? Explique.

10 – Reescreva o conto alterando o discurso usado pelo narrador.

11– Transforme o texto em uma história em quadrinhos.